segunda-feira, 15 de outubro de 2012

You Belong With Me-27º cap/ Obrigado, destino.


   Acordei com uma dor nas costas malditas, aliás, porque eu dormi no sofá mesmo? Minha cabeça doía. Levantei-me lentamente e, aos poucos, fui me lembrando de todos os acontecimentos da noite anterior. Gemi involuntariamente ao lembrar de tudo o que eu havia contando á Pattie. Bieber, talvez, um dia, me mataria por isso; mas foi o melhor a se fazer.
    Fiz minha higiene matinal e coloquei uma roupa simples, apenas para ir ao hospital. Tomei um rápido suco, comi uma omelete e saí rapidamente. Precisava mais do que tudo falar com minha mãe, precisava desculpar-me.
[...]
   Assim que cheguei ao hospital, uma enfermeira me avisou que a Mrs Stones se encontrava no quarto 256. Chegar ao quarto foi fácil. Assim que cheguei á porta escutei vozes e risadas, até pensei que fosse Pattie, mas a voz era muito... Grave, pra ser ela. Dei duas leves batidas na porta e minha mãe pigarreou, antes de dizer um fraco "entre". Abri a porta lentamente e entrei, deparando-me com um homem sentando na beira da cama, segurando a mão de minha mãe. Okay, nem preciso dizer que odiei aquilo, não é?
   -Uh... Oi.- sorri falso.
   -Oi, Bella!- minha mãe disse visivelmente sem graça.
   -O-Oi... Você deve ser Isabella, não é?
   -Não é bem óbvio?- minha mãe me lançou um olhar matador.- E você, quem é?
   -E-Eu sou o patrão da sua mãe... Bem, pelo menos na filial de Atlanta eu sou.-ele riu pelo nariz.
   -Hum, isso é novidade pra mim.
   -O que, filha?
   -Patrões saírem da cidade pra visitar seus "funcionários"-fiz aspas com as mãos- ás 08 horas da manhã. Estranho isso, não?
   -Uh... Bem... É... Eu realmente tenho que ir. Melhore logo, Lucy. Acho que vocês precisam conversar... Uh... Tchau.- ele deu um beijo na mão de minha mãe e saiu, sorrindo.
   O Silêncio reinou, irritantemente. Eu respirava profundamente na intenção de me acalmar, sabia que ia acabar falando o que não devia.
   -Quem é ele?- foi a pergunta mais coerente de se fazer naquele momento.
   -Oi, Bella. Eu estou bem e você?- ela disse, tentando mudar de assunto.
   -Tá, eu já percebi que você está bem.- disse rude.- Quem. É. Ele?- repeti a pergunta pausadamente.
   -Meu patrão! Já dissemos isso!
  -Ahã, claro!- disse irônica.
   -Eu odeio suas ironias!- ela bateu a mão na cama.
   -E eu odeio que você minta pra mim! Eu sei que ele não é seu patrão! Bom, pode até ser, mas tem algo á mais, não tem?
   -Bella... Eu...
   -Não precisa dizer mais nada, tá bom?
   -B-Bella...
   -Eu vim aqui me desculpar por ontem, mas.... Argh! Pelo visto você já tá em outra, pelo visto meu pai foi esquecido facilmente, não é?!
   -Isabella! O que você esta falando? Você sabe o quanto foi difícil pra mim, mas você achou o que? JÁ SE PASSARAM ANOS! ANOS! Eu nao tenho o direito de seguir minha vida? Eu não tenho o direito de ser feliz!- aquilo me atingiu de uma forma horrível, eu queria chorar. O modo como ela se referiu ao meu pai, como se ele fosse um fardo de tristeza que ela tinha de carregar...
    -Eu... Eu tenho que respirar, tenho que... T-tomar um ar. É coisa demais na minha cabeça. É, é isso, é coisa demais!
   -Bella... Por favor...
   -Depois mãe, depois.- sai dali e corri em direção aos jardins do hospital. Será que eu NUNCA ia ter paz na minha vida? É incrível como em menos de um mês tudo ficou de cabeça pra baixo, uma reviravolta incrível! É como se eu estivesse em uma montanha-russa e, de repente, sem mais nem menos, ela parasse bem no looping.... Você não pode fazer nada, a não ser se desesperar E esperar que alguém, que você não sabe quem, venha e resolva aquele problema. Alguém que salve sua vida... Assim que eu me sinto nesse exato momento.  É tudo tão, tão confuso. Minha cabeça dói, tudo ao meu redor parece girar. Eu só queria poder acordar desse pesadelo, só queria voltar a ser feliz. Eu quero o meu Justin, eu quero o meu Pai, eu quero parar de brigar com a minha mãe... Eu quero tudo de volta! Eu quero sair desse looping, eu quero que minha vida volta ao normal.
   Antes que eu percebesse, estava chorando. Soluços fracos escapavam por entre meus lábios.
Abracei meus próprios braços e continuei caminhando pelos jardins do hospital, que, na verdade, eram muito mais acolhedores do que o próprio hospital. Era bem mais bem cuidado. Gramado verdinho, flores coloridas e árvores altas fazendo uma sombra gostosa, bancos de madeira esculpidos artesanalmente com desenhos de flor, diferentes dos corredores e quartos do hospital, com as paredes brancas pintadas á tinta óleo já amarelando, portas descascadas e macas enferrujadas. O que me fez pensar no porquê da minha mãe estar em um pronto-socorro público, já que tínhamos convenio. Acho que o fato dele ficar á apenas duas quadras de casa fez tia Pattie trazer mamãe pra cá.
   Sentei-me em um dos bancos que havia ali, cruzando os joelhos e abraçando-os. Tomei um pequeno susto quando senti alguém encostando em meu ombro, virando-me para trás. Um garoto me observava apreensivo e um tanto cauteloso.
   -Uh... Oi. - ele disse visivelmente sem graça.
   -Oi.
   -T-tudo bem? É que... Bem, eu vi você sozinha aqui, chorando, e pensei que... Talvez precisasse de uma companhia.
   -Ah, não precisava se incomodar. - sequei algumas lágrimas com a manga da blusa.
   -Aconteceu alguma coisa? Algum parente seu está mal?
   -Uh... Não.
   -Tem certeza?
   -Sério mesmo, são só alguns problemas pessoais.
   -Ah, claro... Desculpe-me.
   -Sem problemas. - sorri fraco. - Pode ficar aqui se quiser -disse quando ele começou a se afastar- talvez uma companhia não seja tão ruim assim... - ele deu um sorriso brilhante e se sentou ao meu lado, no banco.
  -Prazer, sou Justin. - meus olhos se arregalaram levemente e eu abri a boca em um pequeno “o”. Claro, um garoto lindo, sorriso brilhante, cabelo claro e olhos mel (finjam que o Zac tem olhos mel, falou? ahah) chamado “Justin”. Muito obrigado, destino. Eu não precisava de mais NADA para lembrar dele.
continua...

Hello! Como vão, little cats? (aww como eu to fofa hoje -sqn)
Gostaram desse cap? Como eu prometi, mais tarde eu posto outro capítulo! Eu coloquei o Zac Efron como  o Justin² porque eu acho ele um delícia, tesudo e maravilhoso, mas vocês escolham quem vcs quiserem askfhsjaf
IMPORTANTÍSSIMO: uma little cat falou comigo no msn, (puta que pariu, eu nao lembro quem) e me disse que queria que a Bella ficasse grávida. Eu queria que vocês dissessem, vocês querem ou não que ela fique grávida? Por mim ela ficaria só mais pra frente, bem mais pra frente, grávida. Mas, quem manda aqui são vocês slkajfs
Enfim, me digam se vocês querem ou não... okay?
Beijos da gabs :)
Love u all

Um comentário:

  1. Prefiro que ela bao fique gravisa agrrr espera mais um pouquinhooo e continua logo hahah bjss

    ResponderExcluir

O que você comenta aqui, é o que me inspira a continuar, gatinha <3