terça-feira, 15 de janeiro de 2013

You Belong With Me -40º capítulo.



Mas eu, obviamente, preciso de um lugar pra ficar. Um lugar pra me acolher e me esconder, junto ao meu pequeno ou minha pequena. Mas quais opções eu tinha? Ou quais chances de conseguir uma “alma bondosa” que me acolhesse, estando eu, grávida?
Lindsay.
xx xxx xx
Contei tudo a ela, desde meus enjoos, minha ida ao hospital, até minha discussão com minha mãe de hoje de manhã. Depois de mais ou menos duas ou três horas, estamos em prantos, abraças, sem saber o que fazer.
-Bom... Eu... Tudo o que eu sei é que temos uma casa em Brantford, uma em Waterloo onde geralmente passamos as férias, e uma casa em Cambridge. (N/a: Cambridge, Ontario, Canadá. Okay?)
-Não, tudo bem Lind! Cambridge é perfeita! Suficientemente afastada, a madrinha saberá onde estaremos! –acariciei minha barriga e os olhos dela brilharam, enchendo-se de lágrimas novamente.
-Ma-Madrinha? –ela gaguejou, me fazendo rir, e eu apenas assenti. Lindsay –literalmente –se jogou em mim, me dando um abraço apertado e vários beijos melados na bochecha. –Muito obrigado, Belinha!
-Bleh, odeio quando me chama de “Belinha”! Meu nome é “Bella”, sem diminutivos, entendeu?
-Não, seu nome é Isabella! –ela riu.
-Idiota, eu odeio esse nome! Se meu pai tivesse o direito de escolha, eu me chamaria Claire, um nome bem mais atrativo.
-Claire?! Esse nome é horrível, você deveria saber.
-Não! Claire é lindo, cala a boca! –e então, uma coisa passou pela minha cabeça. –Claire. É Claire. É ISSO!
-O que foi, garota?
-Vai ser Claire, minha pequena... –acaricio a barriga com lágrimas nos olhos. –Meu pai amaria isso, é quase... Quase como uma homenagem.
-E se for um menino? –ela quase grita e eu me assusto.
-Eu sei, aqui dentro, eu sei que é uma menina. Minha pequena Claire. –acariciei minha barriga novamente, enquanto Lind se debulhava em lágrimas de novo.
Xxx Xxx Xxx
A viagem foi extremamente tranquila. Os 62 km de Stratford até Cambridge, uma viagem de mais ou menos 50 minutos, foram tranquilo. O pior mesmo foi achar a casa, mas eu consegui. A casa vizinha, segundo Lindsay, era de amigos seus. Ela disse que qualquer coisa que eu precisasse, eles me ajudariam. Eles já estavam cientes da minha mudança – porque Lindsay ligou –, de modo que a mais nova de todos, Candice já me esperava quando cheguei. Ela estava lá, sentada na escada da casa, e veio em minha direção toda sorridente.
-Você deve ser a Bella, não é?
-Sim, Candice, não é?
-Sim! Eu mesma. Vem, vamos entrar. Depois eu peço pros garotos levarem as malas pra sua casa.
-Na verdade...
-Eu sei, é da Lind. Mas no momento ela é sua, não? –ela deu uma risada fofa. –Bom, vamos entrar.
Candice literalmente me arrastou até a sua casa, apenas me dando tempo de pegar minha bolsa no carro. Assim que chegamos perto da porta, pude escutar uma grande gritaria e risadas. Uau, quantas pessoas moram com ela? É tipo, uma republica? Não, seria uma república se eles estivessem na faculdade, bom... Não sei.
Ela abriu a porta e eu arregalei os olhos. Deveriam ter pelo menos umas quinze pessoas ali.
-Todo vocês moram aqui?
-O que? Não! –ela disse um pouco alto, chamando a atenção de todos. –Aqueles são Josh, Lue, Rue, Rita, Lauren, Louie... –ela foi me apresentando um por um, e todos acenavam e me davam um “OI!” muito animado. –Eles só vieram nos visitar. Já o John –ela apontou pra um garoto baixinho, de olhos claros –a Sammy - uma garota mal encarada -e o Keaton moram conosco. –ela apontou-os pela sala. Keaton era lindo, e muito fofo. Sammy era muito bonita também, porém chata. E John também era lindo a coisa mais fofa e galanteadora desse mundo. Alguns minutos depois, uma mulher veio da cozinha com copos, e uma bandeja com lanches e uma menina veio atrás dela com duas garrafas de refrigerante.
-Ah, Tia Liza trouxe nosso rango, galera! Obrigada. Essa. Bom, na verdade ela é nossa babá.
-Ah, alguém tem que cuidar dessas pestes. –ela disse e nós rimos. Elizabeth veio até mim, me deu um beijo na bochecha e depois acariciou minha barriga. –Seja bem-vinda, Isabella.
Uau, pra quantas pessoas mais Lindsay havia ligado? Puta merda.
-E essa coisa feia aí, com os refrigerantes é minha irmã, a Candy.
-Candy e Candice? –perguntei. Queria rir, afinal, uma delas tinha nome de doce, mas preferi não dizer nada.
-É. Não tenho culpa se meus pais são loucos. Mas eu sou um doce sexy, né amor. –ela apertou a bunda de Josh, e todos riram. Depois eles deram um selinho fofo.
-Okay Candy, a Bella já sabe que o Josh é seu namorado, querida. Podem comer, crianças. –Elizabeth disse, fazendo todos rirem. –Não façam barulho, a Bella acabou de chegar de uma longa viagem de carro, precisa descansar. Candy, pode vir comigo? Você já comeu.
-Claro Liza. –as duas vieram a meu encontro e, literalmente, me arrastaram pra fora dali, indo até meu carro.
-Bom, depois voltamos pra pegar a terceira mala. Vamos, Candy.
As duas foram na frente, mas tiveram que me esperar pra abrir a porta, porque, obviamente, a chave estava em minha bolsa.
Abri a porta e sorri instantaneamente. A casa era linda, o que eu chamaria de “ponto de paz”, ou algo do tipo. Não era exageradamente grande, ou pequena. Era perfeita. A sala tinha piso de madeira, e paredes escuras. O quarto é perfeitamente aconchegante, de modo que me jogo na cama assim que a vejo, e Elizabeth ri. Candy se joga ao meu lado, e coloca as mãos acima da cabeça.
-E aí, qual é a sua história, novata? 
Desculpa se o cap tá pequeno, é que eu to assistindo PLL. IHDSAIODHSAHOD
Amanhã eu posto outro, sem falta. Juro juradinho. 
Eu sei que a Ib tá chata por enquanto, mas eu planejo coisas boas para os prox capítulos.
bjs bjs 

3 comentários:

  1. Ok amor... Eu to amando essa.IB. Literalmente ta perfeita

    ResponderExcluir
  2. ta mto pfta, continua >< @hidrewlicious

    ResponderExcluir

O que você comenta aqui, é o que me inspira a continuar, gatinha <3