segunda-feira, 1 de outubro de 2012

You belong with me-21º cap/ 18th Birthday!

    -Você foi perfeita... -ele sussurrou em meu ouvido e minhas bochechas ruborizaram.
[...]
    -Bella, saiba que... eu te amo, mesmo que eu não esteja por perto eu te amo e sempre vou te amar. Você é a melhor coisa que aconteceu na minha vida. -ele disse enquanto nos vestíamos. Bieber me puxou pela cintura e me abraçou fortemente. 
    -Porque essa história agora?
    -Na... nada.
    -Eu também te amo, Bieber... Isso parece tão surreal. Parece que á qualquer momento eu vou acordar.
     -Está dizendo que eu sou um pesadelo? -ele mordeu minha bochecha.
     -Não... você é um sonho mesmo. -ele riu pelo nariz. - Na verdade, você é um presente. O melhor... -olhei pra um relógio que estava ali naquela sala. - O melhor presente de aniversário que uma pessoa pode ter. Bieber olhou na direção do relógio e sorriu, me abraçando forte e me levantando do chão.
     -Oh, é verdade! Parabéns Bella! Parabéns meu amor! -me beijou enquanto eu corava... "meu amor"? Okay, isso é demais pra Isabella aqui. Afundei a cabeça em seu peito. -O que foi?
   -Meu amor... -murmurei ainda com a cabeça enterrada em seu peito.
    -O que foi, você não gostou?
    -Não, eu... eu amei.
    -Meu amor, meu amor, meu amor! -ele puxou meu rosto me dando uma série de selinhos. 
    -Só... só me diz uma coisa. E a... M-melanie. -engoli em seco. Mesmo depois de tudo isso eles.. eles ainda namoravam, certo?
    -Ah, a gente terminou! Ontem, se quer saber. -meus olhos brilharam.
     -Tá bricando?
     -Não! Ela era chata demais! 
     Eu ri e dei uma série de selinhos nele, mas fomos interropidos pelo seu celular começou a tocar, ele bufou e foi atender.
-Fala Ryan, seu caralho!
[..]
-Achei, achei a Bella sim! -eu ri fraco.
[...]
-Que porra de brinde?
[...]
Tá, a gente tá indo!
[...]
-Como assim a gente quem? Eu e a Bella, merda!
[...]
-Falou!
     -O... o que foi?
     -É pra gente voltar pra lá agora, parece que eles vão fazer um brinde e bla bla bla.
     -Pera, deixa eu só arrumar meu cabelo. Tá um caco! Você acabou com o meu cabelo!
     -Eu acabei com você!
    -Também... -disse tímida e ele apenas riu. Arrumei meu cabelo em uma trança de lado, nada ia resolver, mesmo. Eu estava completamente soada. Amarrei a calda do meu vestido na cintura e Bieber pegou meus sapatos. Saímos andando de mão dada, enquanto Bieber segurava meus sapatos pendurados em seus ombro. O chão estava gelado, mas foda-se, meus pés estavam doendo. Assim que entramos no ginásio avistamos várias pessoas com taças nas mãos e algumas começaram a nos encarar, mas nada poderia abalar meu humor nesse momento. Procuramos por Ryan e Lindsay e fomos na direção dos dois que estavam com taças nas mãos também e nos entregaram uma.
     -Aonde vocês estavam? -Ryan logo perguntou.
    -Amiga, aonde você tava? Seu cabelo tá um caco, você tá soada e cadê o seu sapato?-Ryan sorriu malicioso:
    -Hm... Já sei, hem, Be...
    -Cala a boca. -o cortei e ele e Lindsay começaram a rir. É, parece que eles já tinham entendido. Me virei, ignorando aqueles dois e Justin abraçou minha cintura. Um aluno do 3º ano B subiu ao palco.
      -Eu queria fazer um brinde á todos os alunos do 3º ano A, B, C e D. E... porra, a gente conseguiu!!! Um brinde a nós, caramba!! -ele gritou fazendo todos rirem. Os "tim-tim" soavam a todo instante. E, Bieber, Ryan e Lindsay brindamos e viramos o copo. Ryan sumiu por alguns segundos e depois apareceu em cima do palco, sorrindo maliciosa em minha direção. Não... ele não vai fazer isso.
    -E aê, seu viados! -Ryan sendo Ryan... provavelmente ele já estava um pouco alterado. -Galera, um minuto, um minuto. Bem, não sei se todos aqui sabem, mas hoje, Sábado é aniversário da nossa querida Isabella Stones! -filho da puta.- Vamos cantar um parabéns pra ele, gente!-todos os olhos se voltaram em minha direção e o coro de Parabéns pra você começou! Eu corei violentamente enquanto todos cantavam e vinham me dar parabéns! -Parabéns, cunhada! -Ryan gritou de cima do palco e eu arregalei os olhos. O som da pista de dança foi aumentado novamente e as luzes apagadas, dando espaço á todas aquelas luzes psicodélicas. Ryan chegou ao nosso lado sorridente, enquanto eu ainda respondia á alguns Parabéns.
     -Filho da puta, viado, maldito, corno! -estapeei-o. 
    -Opa, opa, que história é essa de corno? -gargalhamos.
    -E que história é essa de cunhada, Ryan Butler? 
    -Ué, o Bieber é meu mano, pô!
    -Vai se foder! 
[...]
  -Ah, Bella, eu to morta! -Lindsay murmurou enquanto nos jogávamos em sua cama, devidamente vestidas -com pijamas- e de banho tomado. Passavam-se das 04 da manhã. Dançamos demais! 
    -Eu to morta e enterrada! -disse, fazendo-a rir.
    -Okay, vai, me conta! -ela se sentou na cama.
    -Conta o que, ô louca?
    -Como foi! -fiz cara de ponto de interrogação -Eu sei que você deu pro Bieber, Bella!
    -Boa noite, Lindsay. -cantarolei, apagando o abajur. 
    -Vaca! -escutei ela murmurando antes de apagar. Eu já tinha avisado á minha mãe que ia dormir na casa dela, porque voltaríamos muito tarde.
[...]
    -LINDSAY, EU AINDA NÃO ACREDITO QUE VOCÊS ARMARAM UMA FESTA PRA MIM! FILHA DA MÃE!
    -Ah, Bella, sem drama. -ela pulava na cama. -Vem, você tem que se arrumar. Temos 3 horas apenas! Coloca aquele vestido que eu te dei.
    -Que vestido?
    - Preto e prata!
    -Aquele... vadia! 
    -Ah, você nem desconfiou quando a vendedora te deu o vestido tipo assim, de graça?
    -Que ódio! Mas mesmo assim, ele tá em casa, otária!
    -Sua mãe trouxe pra cá, otária!-bufei irritada e rumei em direção ao banheiro, pegando minhas coisas e indo tomar um longo banho relaxante. Lindsay tinha uma banheira -enorme- localizada em um canto de seu banheiro - gigante -, o que me faria muito bem nesse exato momento. A noite de ontem havia sido extremamente... cansativa, digamos assim. Esperei a banheira encher, me despi e entrei na mesma, fechando os olhos e passando a mãos por meus braços, barriga, pescoço e ombros, lembrando do toque dele. 
     -Pensando no Bieber? -uma voz me tirou de meus pensamentos. 
     -Ai que susto Lindsay! O que tu ta fazendo aqui?
    -Vou tomar banho, ué. -ela apontou pra ducha. -Ah, qual é, estamos entre amigas.-dei de ombros. -Tu não vai me contar mesmo como foi?
    -Ah, chata! Foi ótimo, foi perfeito, ele foi perfeito. Fim.
    -Ah Bella, dê detalhes!
    -Não! -terminei de me lavar rapidamente, me enrolei no roupão e saí dali. Não estava afim de responder mais perguntas sobre a primeira vez que fiz amor numa sala do meu ex-colégio. Lindsay saiu do chuveiro minutos depois, também enrolada num roupão. 
    -Vem, eu vou te maquiar- ela me puxou pela mão, completamente animada, em direção á penteadeira. 
     Passamos horas nos arrumando, fazendo cabelo, maquiagem e etc. Podemos dizer que Lindsay daria uma ótima cabeleireira/maquiadora, mas ela era chata demais pra isso. Ás 18:30 em ponto, eu estava pronta e Lind também.
    -Pronta pra curtir? -apenas sorri.
[...]
O salão de festas estava completamente abarrotado, todos os meus amigos do colégio estavam aqui e algumas pessoas eu ao menos conhecia. Presentes? Eu não tinha mais aonde enfiá-los. Todos me elogiavam e bla bla bla. Minha não sabia se chorava, cumprimentava os convidados ou me abraçava. A falta que meu pai fazia naquele momento era arrasadora... Resolvi dançar um pouco, mas meus pés começaram a me incomodar... Na verdade, não era meus pés que me incomodavam, era a falta de uma pessoa. Bieber. Pattie estava ali, mas não estava, porque toda vez que eu ia falar com ela, ela fugia ou ficava sentada em um canto sozinha. Resolvi ir falar com ela. 
      -Pattie, onde está o Bieber? Já vamos cantar Parabéns! -ela me olhou assustada.
      -Olha, Bella... eu prometi que só te contaria no fim da festa, mas eu não posso mais te esconder isso. 
     -O QUE?
    -Ele... ele foi embora! 
    -Embora? Como assim, embora? Que piada mais sem graça, tia Pattie!
    -Não é piada, Bella! Ele... ele foi embora. -senti minhas pernas fraquejarem. 
   -Como assim? Embora pra onde? Ele nem falou nada!
    -Toma... -ela me entregou uma carta, que me parecia um pouco molhada, abaixou a cabeça e saiu... Não! Não podia ser verdade! Não pode ser! Ele não podia ter me abandonado! Não depois da noite de ontem!
continua...
                                                                                                                                                                                                                         
     Gente, esse foi o capítulo mais cocozento que eu já escrevi em toda a minha vida ahaha Srsly, criatividade mandou lembranças hoje. Próximo cap vai explicar bastante coisas, mas, eu só vou postar quando tiver os comentário estipulados, ok? Me desculpem a demora, mas é que, realmente, a criatividade meio que "me faltou". É muita coisa na minha cabeça, eu to no fim do bimestre e são provas, trabalhos e etc. Meu pai me disse que se eu repetisse de ano, ele provavelmente pararia de pagar minha escola, portanto, eu não posso arriscar, não é? rs
     Gente, a nossa princesinha morreu, né? :( Que triste! E a homenagem que o Bieber fez no primeiro show, em OLLG? Eu morri de chorar, e vocês? :( Meu ídolo é o melhor, sem mais. AH!! FINALMENTE, A BELIEVE TOUR COMEÇOU ! NÃO AGUENTAVA MAIS ESPERAR! E COMEÇOU PERFEITAMENTE PERFEITA! AGORA O MEU ANJO TEM ASAS... HAHA! 


enfim...  Love u all, little cats <3
+ 5 comentários?

5 comentários:

  1. awwn continua logo por favorrrr *--* demora não please ^^ perfeito.

    ResponderExcluir
  2. Nada do cocozentoo da perfeitoo continua lg por fborr

    ResponderExcluir
  3. Continue sua perfeita saushaushauahussh

    ResponderExcluir

O que você comenta aqui, é o que me inspira a continuar, gatinha <3